sábado, 2 de abril de 2011

Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo.



BDSM é um acrônimo que representa Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo.

Essa é a definição técnica, que engloba as principais áreas dentro do BDSM.


Mas BDSM não é apenas um termo técnico, BDSM é sentido. Embora se precise de técnica, coerência e aprimoramentos para executar certas práticas.


Estudamos, analisamos, tentando desvendar as sensações que nos levam ao BDSM, aprendemos sobre práticas, sobre teorias, modos de tratamento, liturgia.


Sim, tudo isso é importante. Sempre é bom aprender mais, conhecer, se especializar, saber em que terreno se está pisando.


BDSM envolve diversas práticas fisícas e/ou psicológicas e deve ser praticado com muita responsabilidade e comum acordo entre os envolvidos.


Pode se viver isso apenas como um fetiche, como um jogo.Ou como um estilo de vida.E pode ser levado muito a sério, ser sentido profundamente.


E precisa se tomar cuidado, pois BDSM deixa marcas que vão muito além das marcas físicas. Apesar da hierarquia de poder que esse tipo de relação exige, é necessário se ter liberdade de expressão,conversas sinceras e maturidade para se saber até onde se pode e se quer ir dentro desse tipo de relação.


Tudo depende da visão dos envolvidos, há toda uma liturgia que pode ou não ser seguida, rituais e conceitos.Pode-se haver sexo ou não.Pode-se ter somente práticas físicas.Ou apenas práticas psicológicas.Ou o jogo completo, depende de cada um.


Confiança e cumplicidade são palavras chaves. Já me disseram que isso são conceitos baunilhas. Mas para mim sem confiança não há entrega nem Dominação. E a cumplicidade é necessária para poder se adequar aos desejos do outro. Para poder se submeter de forma consciente e condizente a situação.


Cada Top exerce a troca de poder sobre seu bottom de acordo com o seu prazer e as suas regras. E cabe ao bottom se adequar ou encontrar um Top que exerça sua dominação de forma a suprir suas expectativas e ânseios.


Não existe uma conclusão ou uma regra definitiva para BDSM. Claro, existe o clássico e famigerado que já ouvi algumas vezes " Eu mando e bato, você obedece e apanha", hahaha, apesar de não deixar de ser uma simplificação, BDSM vai muito além disso.


BDSM faz parte dos nossos desejos, instintos, sexualidade. E não se pode pregar verdades absolutas para o tesão do outro.Apenas para nós mesmos, a nossa verdade, naquele momento é que vale.


Existem excelentes sites e blogs sobre o tema, que se aprofundam em explicações e ajudam a ampliar conceitos. É importante ler, se informar , aprender as regras antes de cair de cabeça. Mas como eu disse, tudo é maleável. Sou uma devoradora voraz de tudo que possa fazer eu pensar, repensar e sentir o BDSM.




Créditos: {princess kitty}龍戦士